top of page
  • Foto do escritorlabunda polestudio

Pole Dance não é para empoderar - desbunde-se!


des.bun.de (s.m.)

1. Ato ou efeito de ficar fascinado ou deslumbrado com alguém ou algo.

2 Pessoa ou coisa que provoca deslumbramento […].

3 Estado de quem fica confuso ou espantado.

4 Perda do autocontrole [...].

5 Adoção de estilo de vida devasso ou que afronta os padrões convencionais da nossa sociedade.

(dicionário michaelis)



Dançar é rebelde por sua natureza!

É insensato dançar para seguir as mesmas regras de sempre. Sair do padrão incomoda alguns, enquanto deslumbra outros. É preciso ter coragem para ser verdadeiro. Podemos seguir uma vida tentando agradar, ou fazer aquilo que nos faz bem, independente dos preconceitos que nos cercam.


Movimento não tem gênero!

Aqui no la bunda pole studio defendemos uma dança democrática e livre. Engajamos na luta para:

• romper com os estereótipos do que é esperado de "movimentos femininos e masculinos"

• visibilizar a arte sensual como um trabalho aprofundado e meticuloso assim como o pole artístico e acrobático.

• descolonizar o pole dance cultivando um espaço acolhedor para diferentes tipos de pessoas, corpos e culturas.


Dançar para desempoderar!

Aqui temos uma grande polêmica, sabemos…

Há muitas pessoas que buscam o pole justamente para o empoderamento feminino. Mas, sentimos muito em dizer que nós não estamos buscando empoderar ninguém. Ao contrário, queremos libertar as pessoas que são justamente oprimidas por quem está no poder. Acreditamos em desempoderar - des-hierarquizando os padrões de movimento e o conservadorismo que aprisionam as pessoas de buscar a própria felicidade.

É preciso se perder por aí… Encontrar novos caminhos… Abrir mão de tudo para ter espaço para novas ideias.


Dançar porque me faz bem, sem mais!


mover-se

porque é

a coisa mais

inteligente e íntegra

que seu corpo

é capaz de fazer

e desenvolver.


Desbunde-se!



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page